Notícias » América

No peru, arqueólogos encontram Templo de 3.000 anos

Os pesquisadores afirmaram que o local era palco de rituais da fertilidade ligados à água

André Nogueira Publicado em 17/11/2019, às 12h37

Arqueólogos no sítio onde a descoberta foi realizada
Arqueólogos no sítio onde a descoberta foi realizada - Divulgação

No Peru, pesquisadores encontraram um templo de pedra estimado em 3.000 anos de idade usado em rituais de fertilidade ligados à água. O monumento possui mais de 40 metros de comprimento e foi localizado no rio Zaña.

Com uma longa escadaria, um altar ritualístico e grandes blocos de pedra, o templo foi descoberto pela equipe de Walter Alva, arqueólogo responsável pela grande descoberta da tumba do Senhor de Sipán."Essa descoberta é única porque é a única arquitetura megalítica em Lambayeque", afirmou Alva.

O templo encontrado no Peru / Crédito: Divulgação

 

O altar do templo é repleto de buracos e uma aparência que levaram os arqueólogos a concluírem que foi palco de rituais de fertilidade. "Este templo está de frente para a montanha. Este lugar é estritamente cerimonial por causa das marcas de incêndio que permaneceram aqui", explicou. "Os rituais foram realizados para a fertilidade". 

 Junto ao templo, foram encontradas 21 tumbas que datam entre 1.500 a.C. e 292 d.C. com inúmeros artefatos de cerâmica e metal.