Notícias » Brasil

Tenente-brigadeiro diz que Olavo de Carvalho não deixou o Brasil em avião da FAB

Astrólogo voltou aos EUA após ser intimado pela PF

Fabio Previdelli Publicado em 22/11/2021, às 14h05 - Atualizado às 14h06

O astrólogo Olavo de Carvalho
O astrólogo Olavo de Carvalho - Menezesfernandes via Wikimedia Commons

Intimado pela Polícia Federal para depor sobre uma suposta milícia digital que desacredita as instituições democráticas, o astrólogo Olavo de Carvalho, um dos principais apoiadores de Jair Bolsonaro, voltou para os Estados Unidos, sem nenhum aviso prévio, no início da semana passada.  

A coisa foi tão rápida que eu não pude nem me despedir do pessoal do hospital onde eu estava, que já não era o InCor, era um hospital particular. Eu não fui [embora] escondido de ninguém, simplesmente tinha assim: 'Embarca agora, ou esqueça, não vai ter outro voo para você'. Eu fui, entrei no avião e viemos para cá", declarou Carvalho.  

Na última sexta-feira, 20, a escritora Daniela Abade indicou em suas redes sociais que Olavo havia deixado o país no mesmo avião da Força Aérea Brasileira que levou Fábio Faria, ministro das Comunicações, para o exterior. 

Em nota, o comandante da Aeronáutica, o tenente-brigadeiro do ar Carlos de Almeida Baptista Júnior rechaçou essa possibilidade. "A FAB repudia e não aceita a suposição de que teria participado de algum transporte de passageiro de maneira irregular ou oculta. Todos os atos da Instituição são balizados pela observância às leis e sob a ótica da transparência. A divulgação de inverdades, sem a devida apuração, deve ser combatida, por contribuir para a desinformação da sociedade". 

Abade ainda levantou a suspeita de que a entidade solicitou que o voo foi realizado sob sigilo de itinerário em um aplicativo de monitoramento de tráfego aéreo, algo negado pelo tenente-brigadeiro. "A FAB não requisitou sigilo algum aos voos designados para o transporte de Ministros de Estado com intuito de omitir a visualização em sites de monitoramento".