Notícias » Austrália

Tenista que não se vacinou é impedido de entrar na Austrália

De acordo com as autoridades, o famoso esportista Novak Djokovic está ‘livre para sair’ do país

Penélope Coelho Publicado em 07/01/2022, às 08h57

Novak Djokovic
Novak Djokovic - Getty Images

Nesta sexta-feira, 7, a Austrália se pronunciou a respeito do caso do tenista número um do mundo, Novak Djokovic, que foi proibido de entrar no país, por se recusar a receber a vacina contra o novo coronavírus.

A estrela do tênis iria competir no torneio Aberto da Austrália, entretanto, ele foi impedido logo na entrada do país pela imigração. O atleta apresentava uma autorização especial que o isentava de tomar a vacina. No entanto, o documento foi negado pelas autoridades locais.

De acordo com informações publicadas pela BBC, após a repercussão do caso, a ministra de Assuntos Internos, Karen Andrews, informou que o sérvio não está sendo mantido em cativeiro na Austrália.

Segundo a mulher, Djokovic "está livre para sair quando quiser e a Força de Fronteira vai realmente facilitar isso".

As notícias envolvendo o famoso tenista chamam a atenção na Austrália, país em que 90% da população adulta já está completamente vacinada. Em meio ao aumento de casos de Covid-19, as restrições se tornam mais rígidas em solo australiano.