Notícias » Estados Unidos

Tennessee proíbe que obra sobre o Holocausto seja ensinada nas escolas

A graphic novel ‘Maus: a história de um sobrevivente’ foi vencedora do prêmio Pulitzer

Penélope Coelho Publicado em 27/01/2022, às 14h19

Capa original da obra Maus
Capa original da obra Maus - Divulgação/Wikimedia Commons/Art Spiegelman e Louise Fili Art Spiegelman

De acordo com informações publicadas nesta quinta-feira 27, um conselho escolar do estado do Tennessee, nos Estados Unidos, proibiu que uma graphic novel sobre o Holocausto fosse ensinada nas salas de aula.

Trata-se da obra ‘Maus: a história de um sobrevivente’ (1980), do cartunista norte-americano Art Spiegelman. O livro narra como os pais do autor sobreviveram aos horrores no campo de concentração nazista de Auschwitz, durante a Segunda Guerra Mundial (1939 -1945).

Segundo revelado em uma reportagem da BBC, os membros do conselho justificaram a decisão afirmando que o livro conta com palavrões e a ilustração de uma figura nua. Em resposta à atitude, o autor da obra que venceu o prêmio Pulitzer afirmou estar ‘perplexo’ com a decisão:

“Conheci tantos jovens que aprenderam coisas com meu livro", disse Spiegelman em entrevista.

Sabe-se que atualmente os Estados Unidos enfrentam um debate nacional sobre o que deve ser discutido nas salas de aula. Enquanto alguns pais, professores e instituições acham essencial ensinar sobre as mazelas da descriminação e desigualdade, outros discordam sobre o tema.