Notícias » Brasil

Tentando salvar enteado e sobrinhos, policial morre afogado no litoral paulista

O PM estava na praia de folga com a família quando percebeu que as quatro crianças tinham sido arrastadas por ondas

Isabela Barreiros Publicado em 30/12/2020, às 13h57

O PM Diogo Gomes de Melo
O PM Diogo Gomes de Melo - Divulgação - Facebook

Na última terça-feira, 29, um policial militar morreu afogado enquanto tentava resgatar seu enteado e três sobrinhos que foram arrastados por ondas em uma praia em Itanhaém, litoral de São Paulo. Diogo Gomes de Melo, 31 anos, era cabo da Polícia Militar.

O Grupamento de Bombeiros Marítimo informou que o acidente aconteceu ontem à tarde, mais ou menos às 16h20. O PM estava de folga naquele dia, passando a tarde na praia com a sua família quando as crianças começaram a se afogar. 

Quando percebeu o que estava acontecendo, Diogo pulou no mar para tentar salvá-las, mas, assim que alcançou duas delas, acabou sendo puxado pela água novamente. Isso fez com que ele fosse levado para a área mais funda do mar, não conseguindo voltar para a areia.

As crianças foram resgatadas por pessoas que estavam na praia naquele momento e não tiveram ferimentos. O PM, no entanto, não retornou, e oficiais começaram buscas, usando cinco viaturas e onze socorristas. 

O policial foi encontrado por volta de uma hora depois do início das buscas e foi levado pelo (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) a um pronto socorro. Infelizmente, ele chegou no hospital já sem vida.