Notícias » Paquistão

Terremotos catastróficos deixam ao menos 20 mortos no Paquistão

Os desastres naturais feriram mais de 300 pessoas, em sua maioria mulheres e crianças

Pedro Paulo Furlan, sob supervisão de Thiago Lincolins Publicado em 07/10/2021, às 18h40

Paisagem noturna de Quetta, no Paquistão
Paisagem noturna de Quetta, no Paquistão - Wikimedia Commons

Ocorrendo nos arredores das cidades Harnai e Quetta na nação paquistanesa, os terremotos atingiram a região sul do Paquistão na noite de quarta-feira, 6, no horário brasileiro.

Os tremores começaram com magnitude 5,9 ao leste de Quetta e foram seguidos por outro terremoto com 4,6, dessa vez mais próximo da superfície paquistanesa e, devido a isso, mais destrutivo. 

Com cerca de 100 casas feitas de barro derrubadas e a maioria dos feridos, ou mortos, sendo mulheres e crianças, segundo a equipe de resgate, o número de vítimas dos desastres naturais pode vir a aumentar após investigação mais completa.

Segundo informações do jornal G1, a cidade de Harnai, entretanto, apresentou grande dificuldade no processo de resgate dos feridos devido à falta de ruas pavimentadas, eletricidade e sinal de celular. 

Devido ao costume de mineradores trabalharem à noite quando a temperatura está amena, cerca de quinze vítimas se encontram presas nas minas ao redor do município de Harnai - para onde o governo paquistanês enviou helicópteros e mais equipes de salvamento.

Localizado na região de encontro das placas tectônicas indiana e euroasiática, o Paquistão está sujeito a catástrofes dessa espécie. O acontecimento desta noite segue terremotos extremos sentidos no país em 2005 e 2015.