Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Notícias / França

Terrorista dos ataques de 2015 na França é condenado à prisão perpétua

Único terrorista sobrevivente aos ataques de 13 de novembro de 2015 na França, é condenado

Luisa Alves, sob supervisão de Thiago Lincolins Publicado em 29/06/2022, às 19h49

Ataques de 2015 em Paris - Getty Images
Ataques de 2015 em Paris - Getty Images

Único terrorista vivo que participou dos ataques em 13 novembro de 2015 em casa de shows e em cafés e restaurantes na França, foi condenado a prisão perpétua pela Justiça da Francesa nessa quarta-feira, 29.

Integrante do grupo jihadista acusado dos ataques, Salah Abdeslam, de 32 anos, foi considerado culpado pelos assassinatos organizados na casa de show Bataclan e em cafés e restaurantes  de Paris na noite de 13 de novembro.

Segundo a RFI, a leitura do veredicto teve início às 15h15, no horário de Brasília, e às 20h15, no horário local. 

O Palácio de Justiça de Paris estava repleto de sobreviventes e pessoas próximas às vítimas. Foram 10 meses de processo para a decisão com depoimentos de pessoas presentes na noite do acontecimento.

Terrorista vivo

Salah Abdeslam alegou ter se arrependido, tendo desistido de acionar seu colete explosivo, que foi encontrado no lixo. A Justiça, entretanto, decidiu que o fato não caracteriza a desistência já que o colete apresentava falha no seu acionamento. 

"Não sou um assassino e se for condenado por assassinatos, vocês cometeriam uma injustiça", alegou Abdeslam durante o processo.

Os ataques de 13 novembro de 2015 deixaram um total de cerca de 130 mortos e mais de 400 feridos