Notícias » Arqueologia

Tesouro de vidro de naufrágio do século 17 é descoberto no Mar Negro

Arqueólogos também encontraram centenas de artefatos da Grécia, Roma e Trácia Antiga

Isabela Barreiros Publicado em 06/10/2020, às 14h29

Parte do tesouro de vidro encontrado
Parte do tesouro de vidro encontrado - Divulgação/Burgas Municipality

Escavações subaquáticas realizadas no Mar Negro, mais especificamente na costa da Bulgária, revelaram artefatos muito valisosos, que provavelmente estavam em um navio que naufragou na região. Os pesquisadores encontraram um tesouro de itens de luxo feitos de vidro que datam do século 17.

Acredita-se que a embarcação de madeira tenha batido em um recife localizado no Cabo Chiroza, o que causou seu naufrágio. Os objetos provavelmente estavam sendo transportados por ele, porém, os restos do barco ainda não foram descobertos pelos especialistas. 

Crédito: Divulgação/Burgas Municipality

 

Foram encontrados artefatos de luxo como taças de vinho, potes e vários outros recipientes que, segundo os arqueólogos, podem ter sido desenvolvidos na Itália durante o século 17. 

Em nota, o Museu de História de Burgas escreveu: “Há alguns séculos, os itens de vidro de alto nível artesanal eram produtos de luxo extremamente caros. Eles só podiam ser encontrados nas mesas da aristocracia, dos ricos mercadores e do alto clero na Europa medieval”.

Crédito: Divulgação/Burgas Municipality

 

No entanto, os especialistas fizeram mais descobertas durante essas escavações subaquáticas, realizadas neste ano. Eles também observaram centenas de artefatos que datam da Antiga Trácia, da Grécia Antiga e da Roma Antiga.