Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Notícias / Bahamas

366 anos depois, tesouro é descoberto em naufrágio de 350 anos, nas Bahamas

A embarcação desapareceu nas Bahamas em viagem rumo à Espanha

Redação Publicado em 01/08/2022, às 14h01 - Atualizado em 06/08/2022, às 08h00

Tesouros descobertos em navio naufragado nas Bahamas - Divulgação/Allen Exploration/Brendan Chavez
Tesouros descobertos em navio naufragado nas Bahamas - Divulgação/Allen Exploration/Brendan Chavez

Durante uma viagem de Havana para a Espanha, sua terra natal, a embarcação Nuestra Señora de las Maravillas desapareceu repentinamente, em 1656. No entanto, durante a passagem pelo Velho Canal das Bahamas — atalho comum na época —, o navio colidiu com outro de sua frota, e caiu ali no recife.

A Nuestra Señora de las Maravillas carregava consigo importantes itens reais e privados — como esmeraldas de mais de 100 quilates, cerca de 40 toneladas de ouro e uma imagem da Virgem Maria de ouro em tamanho real —, mas afundou no oceano a uma distância de cerca de 70 km do continente. Um número entre 45 e 650 pessoas da tripulação sobreviveram, mas muitas foram comidas por tubarões.

No entanto, recentemente os tesouros da embarcação foram encontradas, ao longo de uma trilha de mais de 13 km de destroços. A descoberta foi feita pela empresa Allen Exploration, em uma expedição guiada pelo filantropo e explorador Carl Allen.

Representação de como seria o Nuestra Señora de las Maravillas antes de afundar
Representação de como seria o Nuestra Señora de las Maravillas antes de afundar / Divulgação/Allen Exploration

Tesouros

Após averiguação dos objetos encontrados no Nuestra Señora de las Maravillas, a equipe responsável pela descoberta acredita que eles eram destinados a aristocratas ou à monarquia, como informado pela Revista Galileu. Algumas outras teorias ainda apontam que alguns objetos faziam parte da Ordem de Santiago — ordem militar e religiosa de cavaleiros.

Entre os objetos que fomentavam as teorias de que o tesouro já tivesse pertencido à Ordem de Santiago no passado, destaca-se uma corrente dourada de filigrana com detalhes de rosetas.

Corrente de ouro descoberta no Nuestra Señora de las Maravillas
Corrente de ouro descoberta no Nuestra Señora de las Maravillas / Divulgação/Allen Exploration/Nathaniel Harrington

Além da corrente, também foi encontrado um pingente com uma cruz dourada de Santiago Maior sobre uma esmeralda, que era rodeada por outras doze esmeraldas menores quadradas — possivelmente uma representação de Jesus e seus apóstolos. Outras descobertas incluem ainda anéis de ferro, alfinetes de cordame, potes de azeirona, pratos chineses e mexicanos, o cabo de uma espada de prata de um soldado e um anel de pérola.

Pingente descoberto nos destroços do Nuestra Señora de las Maravillas
Pingente descoberto nos destroços do Nuestra Señora de las Maravillas / Divulgação/Allen Exploration/Nathaniel Harrington

Quando trouxemos o pingente dourado com a esmeralda oval, minha respiração ficou presa na minha garganta. [...] O pingente me hipnotiza toda vez em que o seguro e penso sobre sua história. Como esses pequenos pingentes sobreviveram nessas águas severas, e como conseguimos encontrá-los, é um milagre do Maravillas", conta o explorador Carl Allen em entrevista ao The Guardian.

Os tesouros ficarão expostos no Museu Marítimo das Bahamas, na cidade de Freeport, na ilha Grande Bahama, a partir do dia 8 de agosto.


O site Aventuras na História está no Helo! Não fique de fora e siga agora mesmo para acessar os principais assuntos do momento e reportagens especiais. Clique aqui para seguir.