Notícias » Hard News

Testada em animais, vacina contra HIV reduz risco de infecção

Após testes em macacos, os cientistas observaram redução de cerca de 79%

Pedro Paulo Furlan, sob supervisão de Thiago Lincolins Publicado em 13/12/2021, às 15h21

Imagem meramente ilustrativa
Imagem meramente ilustrativa - Pixabay / KlausHaussman

Nos últimos anos, diversos estudos e testes estão dedicando-se à criação de uma vacina funcional e efetiva contra o vírus HIV, causador da Aids (Síndrome da Imunodeficiência Humana). A imunização não curaria pacientes que já têm a doença, mas, seria uma maneira de impedir que o HIV se espalhe.

Muitas vacinas anteriores falharam e não conseguiram preparar o sistema imunológico para o vírus, no entanto,  esperanças estão crescendo após um estudo americano ter resultados surpreendentes.

Usando da tecnologia de RNA mensageiro, a vacina utiliza partículas de pseudovírus para induzir o sistema imunológico, sem infecção ou doença. Com testes em animais, camundongos e depois macacos, a vacina conseguiu tornar a infecção bem mais lenta e, em alguns casos, proteger o organismo.

Segundo Anthony Fauci, imunologista coautor do estudo, afirma que a vacina desenvolvida pode ser uma alternativa a outras tentativas de imunização. As informações são do O Globo.

Apesar de quase quatro décadas de esforços da comunidade científica mundial, uma vacina eficaz para prevenir o HIV continua sendo um objetivo inatingível. Esta vacina experimental de RNA mensageiro combina várias características que poderiam superar as falhas de outras vacinas experimentais contra o HIV e representa uma abordagem promissora".

Os cientistas afirmam que dois dos 7 macacos que receberam a injeção não foram infectados, porém, os outros 5 só foram infectados após oito semanas de exposição contínua ao vírus.

A redução do risco de infecção por HIV pode significar um avanço imenso na pesquisa, mas, os testes em humanos ainda não têm planos para acontecerem.