Notícias » Estados Unidos

TikTok entra com processo em tribunal americano para revogar decisão de Trump de banir o aplicativo do país

Segundo a nova ordem do presidente dos EUA, pessoas que moram no país não poderão baixar tanto o TikTok quanto o WeChat a partir de 20 de setembro

Alana Sousa Publicado em 19/09/2020, às 14h45

Imagem meramente ilustrativa do logo do aplicativo
Imagem meramente ilustrativa do logo do aplicativo - Divulgação/Pixabay

Documentos foram enviados a um juiz americano do tribunal federal de Washington, na noite de ontem, 18, nos quais o aplicativo chinês TikTok pede que o governo de Donald Trump seja impedido de banir a mídia social nos Estados Unidos.

A ação acontece após o presidente dos EUA emitir uma ordem em agosto que proíbe transações de seu país com os donos do TikTok e do WeChat. Na reclamação, as empresas alegam que a proibição aconteceu por razões políticas, e demandam que sejam revogadas.

De acordo com a nova lei do Departamento de Comércio dos EUA, pessoas que moram no território americano estarão impedidas de fazerem o download de ambos os aplicativos após o dia 20 de setembro — próximo domingo.

Trump e o governo da China estão em uma longa batalha comercial, e a cartada do líder dos EUA provocou uma série de contestações, tanto da parte empresarial quanto uma reação negativa nos usuários, que hoje já ultrapassam 18 milhões.