Notícias » Música

Toda semana: Ex-segurança de Britney Spears conta que cantora recebia ‘coquetel de drogas’

Detalhes da tutela abusiva da artista foram revelados por Fernando Flores em entrevista ao tabloide The Sun

Isabela Barreiros, sob supervisão de Thiago Lincolins Publicado em 19/07/2021, às 15h12

Britney Spears em apresentação, em 2003
Britney Spears em apresentação, em 2003 - Getty Images

O ex-segurança de Britney Spears, Fernando Flores, de 40 anos, revelou informações do período em que foi contratado pelo pai da cantora, James Spears, para cuidar da artista pouco após a polêmica tutela começar.

Flores revelou ao tabloide The Sun que Britney recebia um “coquetel de drogas” semanalmente, que eram administrados todas as sextas-feiras na casa em que a cantora vivia. As informações foram repercutidas pela revista Quem.

"Eu queria explicar [para Britney] o que era tudo aquilo— três medicamentos antipsicóticos e pílulas anticoncepcionais. Ela ia de sã à conversa sobre universos paralelos", relatou o ex-segurança. 

Fernando também contou detalhes sobre a relação de Jamie com Britney naquele período. Segundo Flores, "ele [Jamie] ligava três ou quatro vezes por dia para se certificar que tudo estava indo bem".

"Se ela queria algo, ela tinha que pedir sua permissão. Ela passava os dias assistindo TV ou malhando. Quando estava triste, ela chorava ouvindo [a música] ‘It's A Man's World’", completou o ex-segurança. 

Em 2010, Jamie foi declarado tutor de Britney e contratou Flores para cuidar da segurança pessoal da cantora. Ele ficou oito meses no cargo.

Informações sobre a tutela da artista estão sendo reveladas nos últimos meses com a campanha Free Britney e com o recente processo judicial que tem como objetivo dar liberdade à Britney depois de tanto tempo de controle por seus pais.