Notícias » Brasil

“Todos os fatos apontam para o presidente da República”, diz Randolfe Rodrigues, vice-presidente da CPI

Randolfe conversou com o Grupo Perfil Brasil sobre o depoimento de Eduardo Pazuello, ex-ministro da Saúde

Redação Publicado em 21/05/2021, às 19h53

Senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP)
Senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) - Rodrigo Viana/Senado Federal

O depoimento de Eduardo Pazuello, ex-ministro da Saúde, à CPI da Pandemia fora concluído na última quinta-feira, 20. Marcado por embates e interrupções, Eduardo teve um total de 16 horas em depoimentos, que foram divididos nos dois dias.

Ao conversar exclusivamente com o Grupo Perfil Brasil, o senador Randfolfe Rodrigues (Rede-AP), vice-presidente da CPI da Pandemia, comentou sobre os momentos marcaram o depoimento de Pazuello.

 “Pazuello veio à CPI protegido por um Habeas corpus…Pensamos que era pra ele…. Mas, era para defender terceiros… No caso, o presidente da República”, explicou Randolfe.

Ele também foi direto com o ex-ministro: “Seria melhor o senhor colaborar mais diretamente com esta Comissão Parlamentar de Inquérito porque ficou claro aqui de quem foi à responsabilidade sobre toda essa tragédia que estamos vivendo”.

O senador solicitou não só a quebra dos sigilos fiscais, mas também bancário e telefônico de Pazuello. Agora, o pedido está sendo analisado pela CPI. 

"Todos os fatos apontam para o presidente da República", diz Randolfe durante a conversa. 

Confira a entrevista completa no vídeo abaixo.