Notícias » Estados Unidos

Tourist Guy: A insólita história por trás da falsa foto do avião atingindo as Torres Gêmeas

A quimérica imagem foi amplamente compartilhada semanas após o atentado de 11 de setembro

Wallacy Ferrari, sob supervisão de Thiago Lincolins Publicado em 19/09/2021, às 09h09

A famosa montagem do avião segundos antes de atingir a torre
A famosa montagem do avião segundos antes de atingir a torre - Divulgação / TouristGuy.com

Às 8h46 do dia 11 de setembro de 2001, um estrondo foi capaz de mudar a História naquele exato momento.

Partindo de Nova York, a colisão de um avião, que havia saído do Aeroporto de Boston, contra a Torre Norte do World Trade Center, marcava o início de um dos dias mais conturbados da história humana, com os atentados terroristas contra os Estados Unidos prosseguindo nos instantes seguintes.

Fake news antiga...

Após a queda dos edifícios marcantes no Distrito Financeiro de Manhattan, diversos resquícios do que um dia teria sido um importante prédio comercial começaram a ser resgatados.

Isso foi possível diante do intenso trabalho de bombeiros, policiais e voluntários, revelando objetos pessoais de vítimas que estiveram no momento da tragédia. Com esse contexto, uma foto surgiu na internet, semanas depois dos ataques, impressionando o mundo.

Nela, um homem teria supostamente feito um último registro no terraço da Torre Norte, segundos antes da aeronave explodir contra a construção.

Contudo, a veracidade foi rapidamente desmentida por autoridades, visto que as visitas ao topo do edifício só eram permitidas a partir das 9h00, 14 minutos depois da explosão. 

Mesmo assim, a origem da montagem amplamente propagada chamou atenção, iniciando uma grande investigação de internautas para compreender o real contexto do registro.

O objetivo era conhecer o tal “Tourist Guy” (“Cara turista”, em tradução livre), assim apelidado quando tornou-se um dos primeiros memes da internet.

Penteado concedendo entrevista sobre a fama como "Tourist Guy" / Crédito: Divulgação / Vídeo / TV Globo

 

O Brasil entra na história

De acordo com a revista Istoé Gente na época, um comerciante de Campinas, no interior de São Paulo, se reconheceu nas imagens amplamente compartilhadas e reivindicou sua posição como Tourist Guy.

Identificado como José Roberto Penteado, ele tinha 41 anos na época, e logo deixou claro que a imagem não era real.

Roberto sequer esteve no topo da torre, afirmando que seu rosto havia sido encaixado na imagem e que desconfiava de amigos, responsáveis pela montagem.

Assim, concedeu entrevistas em emissoras, revistas e chegou a ser convidado para um comercial de uma montadora de carros, posteriormente cancelado.

Ao atingir a imprensa internacional, chamou atenção de um homem húngaro, que foi avisado por amigos. E assim surgiu mais uma história caótica. 

Quimérico registro

Ciente de que a foto original era a sua, o homem entrou em contato com a revista de tecnologia norte-americano Wired e enviou amostras de outras fotografias tiradas na ocasião da montagem, contrariando o brasileiro que alegava ser o homem que estampava o quimérico registro.

Imagens reais da visita de Peter ao World Trade Center / Crédito: Divulgação / TouristGuy.com

 

 

Peter Guzli realmente visitou a torre nova-iorquina, mas foi anos antes do ataque. As fotos datam de 28 de novembro de 1997 e ocorreram numa visita durante um dia nublado, diferente do ensolarado onde os ataques ocorreram.

Na publicação original do Wired, preferiu esconder o último sobrenome para manter a confidencialidade, sendo posteriormente revelado por amigos.

A brincadeira que viralizou

O rapaz tinha 25 anos na época dos ataques e, diferente da narrativa do brasileiro, ele mesmo quem compareceu no local e também realizou a montagem, recortando uma aeronave da American Airlines fotografada em um aeroporto e sobrepondo no fundo, sendo descoberto apenas dois meses após os ataques.

De acordo com ele, uma das primeiras fake news da internet mundial foi compartilhada com um grupo de pessoas próximas, longe de tomar a proporção final: "Gostaria de manter minha identidade incógnita. Esta era uma piada destinada aos meus amigos, não a um público tão vasto".


+Saiba mais sobre o 11 de Setembro por meio das obras disponíveis na Amazon

Grandes Mistérios da História: A teoria da conspiração e os segredos por trás dos acontecimentos, de Sérgio Pereira Couto (2015) - https://amzn.to/2QHjs6p

Plano de ataque: A história dos vôos de 11 de setembro, de Ivan Sant'Anna (2014) - https://amzn.to/2Fz4SHB

The Big Bamboozle: 9/11 and the War on Terror (Edição Inglês), de Philip Marshall (2012) - https://amzn.to/2s9WXgN

A Comissão: A História Sem Censura Da Investigação Sobre O 11 De Setembro, de Philip Shenon (2013) - https://amzn.to/2NaNf5a

11 de Setembro de 2001 - A queda das torres gêmeas de Nova York, de José Carlos Sebe Bom Meihy (2005) - https://amzn.to/2uzkCbs

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/2w5nJJp 

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/2yiDA7W