Notícias » China

Trabalhadores presos em mina na China há uma semana escrevem nota às equipes de resgate

Ao menos 12 das 22 pessoas estão presas no subsolo após uma explosão ter danificado a saída da mina de ouro

Giovanna Gomes Publicado em 18/01/2021, às 12h22

Divulgação/CNN
Divulgação/CNN - Distrito de Xicheng, no leste da província de Shandong

Equipes de resgate estão operando na busca de 22 trabalhadores presos em uma mina de ouro localizada na província de Shandong, no leste da China, desde o dia 10 de janeiro, quando uma explosão danificou a saída. De acordo com a BBC ao menos doze profissionais estão vivos.

A mídia estatal chinesa informou que os socorristas conseguiram fazer contato com algumas dessas pessoas.

Por meio de um poço, enviaram comida e remédios aos sobreviventes. Além disso, também forneceram papel e lápis para os trabalhadores, o que possibilitou que escrevessem o seguinte recado: "Não parem de tentar entrar em contato conosco."

A nota enviada pelos sobreviventes às equipes de resgate ainda informou que doze pessoas ainda estão vivas. Contudo não se tem informações acerca dos outros 10 trabalhadores desaparecidos.

Eles também pediram mais recursos para tratar dos feridos, como analgésicos e anti-inflamatórios, além de esparadrapo. Também informaram que havia altos níveis de água subterrânea. Vários outros poços de resgate estão sendo perfurados para retirar os trabalhadores do local.

O fato do acidente ter demorado mais de um dia para ser relatado, um atraso de trinta horas que acabou por prejudicar o resgate, ocasionou na demissão do prefeito e do secretário local do Partido Comunista, informou a BBC.