Notícias » Família Real Britânica

Tradições e mudanças: Como será realizado o funeral do príncipe Philip

A cerimônia contará com algumas alterações em decorrência da pandemia, mas, também atenderá pedidos do Duque de Edimburgo

Penélope Coelho Publicado em 10/04/2021, às 10h20

Príncipe Philip em 2015
Príncipe Philip em 2015 - Wikimedia Commons

De acordo com informações publicadas na última sexta-feira, 9, pelo jornal O Globo, os preparativos para o funeral do príncipe Philip já começaram, entretanto, a cerimônia ainda não tem data para acontecer. O Duque de Edimburgo faleceu ontem, aos 99 anos de idade.

Segundo revelado na publicação, em decorrência da pandemia do novo coronavírus, a cerimônia será reduzida. Contudo, anteriormente Philip já havia pedido para que o evento acontecesse de maneira discreta, o requerimento do duque será atendido.

"O funeral não será de Estado e não haverá um velório aberto ao público. O corpo de Sua Alteza será levado ao Castelo de Windsor antes do funeral na Capela de São Jorge. Isso está de acordo com os costumes e os desejos de Sua Alteza [...] Os arranjos para o funeral foram revisados ​​decorrentes das decorrentes da pandemia da Covid-19 e com pesar pedimos ao público que não tente participar dos atos”, revelou o comunicado oficial do Colégio de Armas de Londres.

Sabe-se que até o momento alguns protocolos já estão sendo seguidos, por exemplo, o Reino Unido já está oficialmente de luto, as bandeiras estão a meio mastro e os jornalistas de televisão usam traje preto, para mostrar respeito ao príncipe, como pede a tradição.

Sobre Philip

Nascido em 10 de junho de 1921, o PríncipePhilip da Grécia e da Dinamarca, teve uma infância errante e conturbada, na juventude, ele descobriu sua vocação quando entrou para a Marinha britânica.

O homem se casou com a então princesa Elizabeth em 1947, na ocasião, continuou seu trabalho como militar, mas, renunciou ao cargo após a esposa assumir o trono britânico, em 1952. O relacionamento rendeu quatro filhos: Charles, Anne, Andrew e Edward. Philip tinha oito netos e iria completar 100 anos em junho.