Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Notícias / Brasil

Três suspeitos são presos pelo assassinato de Moïse Kabagambe

O jovem congolês foi morto em um quiosque na Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro

Redação Publicado em 02/02/2022, às 08h30

Um dos homens presos pela morte do congolês - Divulgação / TV Globo
Um dos homens presos pela morte do congolês - Divulgação / TV Globo

Três homens foram presos na última terça-feira, 1, por terem espancado até a morte o jovem congolês Moïse Kabagambe em um quiosque localizado na Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro. Eles deverão responder por homicídio duplamente qualificado, impossibilidade de defesa e meio cruel.

Conforme informaram agentes de polícia, um dos apreendidos, identificado apenas como Fábio Silva, trabalha na praia como vendedor de caipirinhas. Preso no bairro de Paciência, onde se escondia na casa de parentes, o homem confessou ter dado pauladas na vítima.

Na tarde de ontem, um segundo agressor, que se apresentou na 34ª DP (Bangu), confessou ter participado do crime. Ele se chama Alisson Cristiano Alves de Oliveira e tem 27 anos de idade, segundo informações do G1.

Em vídeo, ele declarou que "ninguém queria tirar a vida" de Moïse e que o grupo foi "defender o senhor" do quiosque, que teria tido "um problema" com o congolês. A identidade do terceiro preso, até o momento, não foi informada pelas autoridades.

A defesa do dono do estabelecimento diz que ele não conhece os agressores e também nega que ele estivesse devendo para Moïse. Ele estaria em casa no momento em que o crime ocorreu, tendo deixado apenas o gerente no local.