Notícias » Estados Unidos

Trump acredita que nocautearia Biden nos ringues: ‘Ele cairia muito rapidamente’

A declaração do ex-presidente dos EUA aconteceu antes de uma épica luta de boxe

Redação Publicado em 10/09/2021, às 07h52

Donald Trump em 2015
Donald Trump em 2015 - Getty Images

De acordo com informações publicadas na noite de ontem, 9, pelo jornal The New York Post, o ex-presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, voltou a fazer comentários pejorativos sobre o atual governante do país, Joe Biden.

Em novembro do ano passado, o republicano foi derrotado por Biden nas urnas, contudo, Trump acredita que nos ringues de boxe essa situação seria diferente.

Na última quinta-feira, 9, o ex-presidente convocou uma coletiva de imprensa logo antes da esperada luta entre os veteranos Evander Holyfield e Vitor Belfort, na Flórida.

Na ocasião, ele recebeu a seguinte pergunta: “Se você tivesse que boxear alguém, quem seria?”. Trump não hesitou na resposta:

“Bem, se eu tivesse que escolher alguém no mundo, não apenas um boxeador profissional - porque vou ignorar os boxeadores profissionais, isso poderia ser um assunto muito perigoso [...] mas se eu tivesse que lutar, acho que provavelmente minha luta mais fácil seriaJoe Biden, porque acho que ele cairia muito, muito rapidamente”, disse.

De acordo com a reportagem, a fala do ex-presidente na entrevista arrancou risadas e aplausos.


Sobre Donald Trump

Donald Trump nasceu e cresceu no Queens, entre seus quatro irmãos. Seu pai, Fred, é descendente de imigrantes alemães, enquanto sua mãe, Mary Anne, migrou da Escócia em 1930. Na faculdade, recebeu o diploma de bacharelado em economia, pela Wharton University of Pennsylvania, em 1968.

Aos 25 anos, recebeu a empresa de imóveis e construção de seu pai. À frente da Trump Organization, Donald recebeu o título de magnata. Em 2015, anunciou sua nomeação para a presidência dos EUA pelo Partido Republicano.

Durante sua campanha, Trump usou de discursos de cunho populista e anti-imigração, sempre lembrando seu lema: “Make America great again”. Em 2016, o republicano derrotou a democrata Hillary Clinton e se tornou o 45º Presidente dos Estados Unidos.