Notícias » Estados Unidos

Trump contrata novos advogados para sua equipe de defesa no processo de impeachment

A decisão ocorreu após dois advogados do ex-presidente terem sido dispensados por estratégias que divergem com a do norte-americano

Giovanna Gomes, com supervisão de Penélope Coelho Publicado em 01/02/2021, às 08h09

Donald Trump, ex-presidente americano
Donald Trump, ex-presidente americano - Wikimedia Commons

No último domingo, 31, o ex-presidente americano Donald Trump declarou que contratou dois advogados para atuarem em sua defesa no julgamento de impeachment no Senado, que ocorrerá em 9 de fevereiro. A decisão se deu após o político ter dispensado antigos defensores no último sábado. As informações são do UOL.

Conforme relatou a mídia, a equipe de advogados de Trump havia se negado a defendê-lo baseando-se em afirmações inconsistentes do empresário sobre fraude nas eleições. Assim, ele decidiu contratar dois novos nomes.

Em um comunicado, o ex-presidente anunciou que David Schoen e Bruce L. Castor Jr iriam compor sua equipe de defesa. O primeiro é especialista em "litígios sobre direitos civis no Alabama e em defesa penal federal em Nova York, incluindo casos de colarinho branco". Já o segundo atua na área do direito penal. Ainda conforme o comunicado, ambos "concordam que este impeachment é inconstitucional". 

Em entrevista dada ao programa This Week, da rede ABC, Asa Hutchinson, governador do estado do Arkansas declarou: "O julgamento do Senado vai exigir de todos os republicanos tomar uma posição mais clara". E prosseguiu: "Temos que respeitar as pessoas que apoiaram Donald Trump, mas ao mesmo tempo, não queremos passar por cima das ações terríveis que ocorreram no Capitólio".

Sobre Donald Trump

Donald Trump nasceu e cresceu no Queens, entre seus quatro irmãos. Seu pai, Fred, é descendente de imigrantes alemães, enquanto sua mãe, Mary Anne, migrou da Escócia em 1930. Na faculdade, recebeu o diploma de bacharelado em economia, pela Wharton University of Pennsylvania, em 1968.

Aos 25 anos, recebeu a empresa de imóveis e construção de seu pai. À frente da Trump Organization, Donald recebeu o título de magnata. Em 2015, anunciou sua nomeação para a presidência dos EUA pelo Partido Republicano.

Durante sua campanha, Trump usou de discursos de cunho populista e anti-imigração, sempre lembrando seu lema: “Make America great again”. Em 2016, o republicano derrotou a democrata Hillary Clinton e se tornou o 45º Presidente dos Estados Unidos. Aos 70 anos, ele foi a pessoa mais velha a assumir o cargo.