Notícias » Ciência

Tubarão de duas cabeças é descoberto em universidade espanhola

Extremamente raro, este é o primeiro caso registrado em uma espécie de tubarão que possui dois corações, dois estômagos e dois fígados

Fabio Previdelli Publicado em 22/01/2020, às 11h00

Imagem ilustrativa do filme Ataque do Tubarão Mutante
Imagem ilustrativa do filme Ataque do Tubarão Mutante - Divulgação

Pesquisadores da Universidade de Málaga, na Espanha, descobriram em seu laboratório um embrião extremamente raro de um tubarão de duas cabeças. Segundo a ScienceAlert, esse é o primeiro caso que se tem registro em tubarões que põem ovos — já houve outros relatos de tubarão de duas cabeças, no entanto, todos pertenciam a espécies que dão à luz a animais vivos.

O tubarão em questão é da espécie tubarão-serra-do-atlântico, cientificamente conhecido como Galeus atlanticus, que fazia parte de um estudo sobre os sistemas cardiovasculares. Dos 797 embriões coletados, apenas um apresentava a curiosa mutação conhecida oficialmente como dicefalia.

Esse é o primeiro caso registrado em uma espécie de tubarão que põem ovos / Crédito: Journal of Fish Biology

 

Com a descoberta, os cientistas esperam aprender mais sobre o animal e de como a mutação ocorreu. Além de duas cabeças, o embrião também tinha dois corações, dois estômagos e dois fígados, mas possuía apenas um intestino, um único conjunto de rins e órgãos reprodutivos.

O tubarão de duas cabeças foi sacrificado e será preservado para continuar sendo estudado. Por ser muito infrequente se deparar com casos assim, ainda não está claro se a condição é rara ou se os animais com dicefalia não sobrevivem tempo o suficiente para serem descobertos.

A pesquisa ainda aponta que a principal suspeita para a mutação seja a genética, já que os embriões se desenvolveram em tanques sem a presença de nenhum agente que pudesse influenciar no crescimento ou desenvolvimento do animal.