Notícias » Itália

Tubarão intriga ao nascer em aquário só de fêmeas na Itália

O possível caso raro de reprodução assexuada chamou atenção dos biólogos

Redação Publicado em 19/08/2021, às 14h13

Ispera, o novo filhote do aquário
Ispera, o novo filhote do aquário - Divulgação/Instagram/@acquariocalagnone

O nascimento de um tubarão do Aquário de Cala Gonone, na Itália, tem intrigado biólogos. O motivo é que Ispera, como foi chamada a nova integrante da família, foi concebida em um tanque no qual havia apenas fêmeas.

De acordo com os responsáveis pelo estabelecimento, a mãe da filhote da espécie cação-liso está há 10 anos no tanque sem contato com machos e, portanto, teria se autofecundado, gerando um clone de si mesma.

A partenogênese, como é chamado o fenômeno, costuma ocorrer em algumas espécies de répteis, pássaros e peixes, porém é extremamente rara em tubarões. 

Os especialistas dizem que o caso da filhote nascida nesta semana pode ser explicado pela fertilização de uma célula-ovo imatura, a qual teria se comportado de maneira semelhante a um espermatozoide.

A equipe do aquário, no entanto, aguarda o resultado de uma análise de DNA, que poderá comprovar se Ispera é de fato fruto de uma partenogênese ou não.

 
 
 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por Acquario di Cala Gonone (@acquariocalagonone)

 

Segundo a cientista da Universidade de Queensland, Christine Dudgeon, esse fenômeno pode funcionar como uma forma de defesa da espécie, para que se mantenha viva, mesmo na ausência de machos.

"Os genes da mãe são transmitidos de fêmea para fêmea até que haja machos disponíveis para acasalar", explicou Dudgeon ao jornal New Scientist.