Notícias » Mundo

Tubarões em extinção são encontrados mutilados em praia do Chile

A razão por trás da ação seria o valor comercial das caudas desses animais, que tornaria a mutilação recorrente. O descarte descuidado das carcaças, todavia, chamou atenção

Ingredi Brunato Publicado em 11/11/2020, às 08h00

Fotografia de tubarões mutilados
Fotografia de tubarões mutilados - Divulgação/ Twitter

Na praia de uma cidade portuária do Chile, foram encontrados restos de 17 tubarões-mako com cabeça e cauda decepadas. A espécie é atualmente considerada em risco de extinção, de forma que o caso gerou indignação no Secretário Regional do Meio Ambiente, Rafael Castro, que divulgou o acontecido em sua conta oficial do Twitter

As imagens e vídeo publicados mostram não apenas as carcaças mutiladas, mas também sacos plásticos, caixas de papelão, pneus e outros dejetos responsáveis por aumentar a poluição da praia. 

O vídeo conta também com a participação do professor Carlos Bustamante, que explica que as caudas dos tubarão-mako possuem valor comercial, o que poderia ter motivado a ação, porém o descarte dos animais mortos na praia era estranho. Por conta da região onde as carcaças foram encontradas, também, seria possível concluir que os responsáveis seriam pescadores locais.  

"Obviamente vamos fazer denúncias aqui para que sejam realizadas as investigações pertinentes", comentou ainda Castro. Segundo apurado pelo jornal britânico Daily Star, o Secretário do Meio Ambiente e o professor recolheram amostras dos peixes mortos para ajudar na busca pelos culpados.