Notícias » Guerra

Ucrânia está guardando corpos de soldados russos em ambientes refrigerados, diz emissora

A revelação foi seguida de uma alfinetada por parte de coronel

Redação Publicado em 10/05/2022, às 13h57

Corpos sendo guardados em ambiente refrigerado
Corpos sendo guardados em ambiente refrigerado - Divulgação / Al Jazeera

A emissora de notícias Al Jazeera revelou um ponto chave para o turbulento conflito entre a Ucrânia e Rússia; os soldados russos mortos que ainda não foram reconhecidos ou tiveram seus corpos abandonados durante o retorno dos companheiros ao país-natal estão sendo cuidadosamente recolhidos e colocados em vagões refrigerados em Kiev, capital ucraniana.

Um vídeo divulgado pela emissora mostra alguns corpos empilhados em sacos mortuários sendo transportados em um trem, contando com suporte no ambiente refrigerado para manter as características físicas do cadáver íntegras até serem reivindicados pelo governo rival.

Apesar de a Rússia mostrar superioridade numérica sobre seus oficiais, os números de mortos conflitam com a estimativa ucraniana; oficialmente, o Kremlin aponta que 1,3 mil soldados faleceram em combate, mas o exército da Ucrânia contabiliza mais de 26 mil, um número 16 vezes maior.

O que dizem os oficiais?

De acordo com o portal de notícias UOL, o coronel ucraniano Volodymyr Liamzin confirmou que os corpos dos rivais estão sendo guardados meticulosamente e aproveitou para provocar os oficiais russos: "A Ucrânia trata os inimigos mortos melhor do que eles trataram nossos civis", afirmou.

O governo vai decidir quanto tempo eles serão mantidos, porque a Rússia se nega a pegá-los, ela não quer. Cada corpo é prova de um crime de guerra. Se eles se recusarem a pegá-los, a Ucrânia vai enterrá-los com os nossos recursos", concluiu.