Notícias » Europa

Ucrânia planeja retirada de soldados de missões da ONU

Equipamentos, incluindo helicópteros, também serão repatriados

Paola Orlovas, sob supervisão de Thiago Lincolins Publicado em 09/03/2022, às 16h28

Imagem ilustrativa
Imagem ilustrativa - Getty Images

Volodymyr Zelensky, o presidente da Ucrânia, assinou um decreto, na última terça-feira, 8, que convoca os militares ucranianos que estão atuando em forças de paz a voltar para o esforço de guerra que ocorre dentro do país europeu.

Agora, de acordo com a Reuters, a Ucrânia planeja repatriar não apenas seus soldados, mas também seus equipamentos, incluindo helicópteros, que estão envolvidos em missões de paz feitas pela ONU dentro da África e da Europa.

Cerca de 300 soldados, funcionários e policiais ucranianos estavam contribuindo com seis missões das Nações Unidas. A maior contribuição do país acontece na República Democrática do Congo, em uma missão conhecida como Monusco, onde estão oito helicópteros ucranianos. 

O porta-voz da Monusco explicou, em um depoimento para a Reuters, o que eles haviam ouvido do país: “Recebemos uma notificação da Ucrânia sobre a repatriação de seus equipamentos e contribuições para a manutenção da paz.”