Notícias » Europa

Ucrânia teme risco ambiental em invasão russa na usina de Chernobyl

O temor foi apontado pelo presidente Zelensky junto ao ministro das Relações Exteriores antes da intervenção militar na região

Wallacy Ferrari Publicado em 24/02/2022, às 16h08

Residência abandonada em Chernobyl
Residência abandonada em Chernobyl - Getty Images

O presidente ucraniano Volodymyr Zelenskymostrou temor sobre forças russas que pretendem controlar as dependências da usina nuclear de Chernobyl, protagonista do maior desastre químico já visto pela história da humanidade, em 1986. A invasão da cidade foi confirmada na tarde desta quinta-feira, 24, após acessar o município por Belarus.

Antes da confirmação da intervenção, Zelensky disse pelas redes sociais que os “defensores”, como chamam os membros da força militar da Ucrânia, “estão dando suas vidas para que a tragédia de 1986 não se repita”. No momento da postagem, ambas as tropas estavam em combate para evitar a tomada da região contaminada e potencialmente danosa.

Chernobyl é um ponto estratégico; a cidade está localizada a 120 km de Kiev, capital do país e sede do governo, além de contar com resíduos nucleares que ainda podem agir negativamente contra o clima local. Tal fator foi alertado pelo Ministério das Relações Exteriores da Ucrânia, que publicou um post afirmando que o ataque russo "pode causar outro desastre ecológico", como informou o portal UOL.

Por volta das 5h da manhã no horário local (meia-noite no horário de Brasília), o ataque teria iniciado, com Vladimir Putin classificando a intervenção como uma 'operação militar especial', acrescentando que o 'confronto é inevitável'.