Notícias » Ucrânia

Ucranianos estão derretendo neve para terem água, denuncia ex-presidente do país

Petro Poroshenko também fez um alerta para que o mundo não confie no líder russo Vladimir Putin

Redação Publicado em 10/03/2022, às 09h38

O ex-presidente ucraniano Petro Poroshenko
O ex-presidente ucraniano Petro Poroshenko - Getty Images

O ex-presidente ucraniano, que também é um empresário bilionário, Petro Poroshenko, falou sobre a situação da população de seu país, que está em guerra com a Rússia desde que a nação invadiu o território vizinho no último dia 24 de fevereiro.

Em entrevista à BBC de Londres, Poroshenko afirmou que as pessoas estão precisando derreter a neve para poderem ter acesso à água em decorrência da crise humanitária enfrentada pela Ucrânia durante o conflito.

O ex-presidente falou que as dificuldades vão além da falta de água na cidade de Irpin, situada a 20 quilômetros a noroeste da capital, Kiev, onde esteve para ajudar na evacuação de civis nos últimos dias.

Segundo ele, a região não conta com mantimentos básicos como comida ou remédios e também não recebe mais eletricidade e gás, como foi repercutido pelo portal UOL. 

Poroshenko também foi perguntado se pensava que o governo de Vladimir Putin seguiria o que foi estabelecido no acordo de cessar-fogo nas principais cidades ucranianas, além de se manteria os corredores humanitários abertos.

Para o ex-líder ucraniano, suas experiências com o presidente russo foram “negativas” durante seu período no comando na Ucrânia, entre 2015 e 2019, alertando para que o mundo não confie em Putin.

Ele declarou ainda que a população está lutando pela liberdade, democracia e pela Otan (Organização do Tratado do Altântico Norte), tendo que pagar “por isso com o maior preço que puderem — suas vidas e seu sangue".