Notícias » França

Uma mulher comandará o Louvre pela primeira vez em 228 anos

Desde a inauguração do museu francês, há dois séculos, apenas homens ocuparam o cargo de maior poder; Laurence des Cars assumirá a posição

Alana Sousa Publicado em 29/05/2021, às 09h00

Visitantes do Louvre durante a pandemia do coronavírus
Visitantes do Louvre durante a pandemia do coronavírus - Getty Images

Desde sua inauguração, há dois séculos, em 1793, o Museu do Louvre, o maior museu de arte do mundo, apenas viu homens ocuparem o cargo de presidente da instituição. A partir de setembro, no entanto, a história mudará com Laurence des Cars, de 54 anos, assumindo a posição.

Conforme noticiou a revista Glamurama, a parisiense substituirá Jean-Luc Martinez, que estava no cargo de CEO desde 2013. A mulher fará história ao sentar-se na cadeira de mais alto poder do Louvre, algo inédito até então.

Historiadora e curadora de arte, des Cars estudou e lecionou na escola que existe no campus do museu, a École du Louvre. Ela também esteve pro trás da criação do Louvre Abu Dhabi, inaugurado nos Emirados Árabes Unidos, em 2017.

“O Louvre tem muito a dizer aos jovens, eles estarão no centro das minhas preocupações como presidente. O museu pode ser totalmente contemporâneo, aberto para o mundo de hoje enquanto nos fala do passado”, disse Laurence em entrevista à rádio France Inter.

Ao enfrentar um ano difícil devido ao fechamento por causa da pandemia do coronavírus, Laurence des Cars terá um grande desafio pela frente. Além de fazer o Louvre voltar a receber turistas como antes, um dos objetivos é atrair mais jovens para o público principal.