Black Friday Amazon 2021
Notícias » China

União Europeia pede que China realize investigação ‘transparente’ sobre denúncia de Peng Shuai

Apesar de ter aparecido publicamente, a UE ainda considera a situação da tenista chinesa ‘muito preocupante’

Penélope Coelho Publicado em 25/11/2021, às 09h27

Peng Shuai
Peng Shuai - Getty Images

Na última quarta-feira, 24, a União Europeia enviou uma mensagem para as autoridades chinesas, pedindo uma investigação 'transparente' a respeito das denúncias de abuso sexual realizadas pela tenista Peng Shuai.

Além disso, a UE também pediu para que a China libere “provas verificáveis” da liberdade da circulação da atleta. As informações são da agência de notícias AFP.

Há algumas semanas, Peng acusou o ex-vice-primeiro-ministro de seu país Zhang Gaoli, de ter cometido agressões sexuais contra ela. Depois da denúncia, a tenista desapareceu, gerando preocupação internacional sobre seu estado.

No último domingo, 21, a chinesa reapareceu publicamente ao realizar uma chamada de vídeo com o presidente do Comitê Olímpico Internacional (COI). Na ocasião, pediu para que sua privacidade fosse respeitada.

No entanto, a União Europeia pede provas mais concretas de que a atleta está verdadeiramente livre:

"Vimos as declarações atribuídas a Peng Shuai e as imagens de sua aparição pública. A informação sobre as acusações dos abusos e o fato de que não tenha sido vista há duas semanas continuam, no entanto, sendo muito preocupantes", escreveu a porta-voz da diplomacia da UE, Nabila Massrali.

"Não estamos em condições de comentar as acusações, mas pedimos uma investigação completa e transparente [...] Seguimos pedindo ao governo chinês que apresente provas independentes e verificáveis do bem-estar e do paradeiro da tenista. Esperamos que, em breve, possa retomar suas atividades esportivas e não esportivas”, finalizou.