Notícias » União Europeia

União Europeia proíbe tintas coloridas em tatuagens

Segundo especialistas, alguns produtos químicos usados podem causar ‘câncer ou mutações genéticas’; entenda

Penélope Coelho Publicado em 03/01/2022, às 14h26 - Atualizado às 14h32

Imagem meramente ilustrativa de tatuagens coloridas
Imagem meramente ilustrativa de tatuagens coloridas - Divulgação/Pixabay/AnnieSpratt

De acordo com informações publicadas pelo jornal britânico Metro, na próxima terça-feira, 4, entrará em vigor na União Europeia (UE) uma lei que proíbe tintas coloridas em tatuagens.

De acordo com o Registro, Avaliação, Autorização e Restrição de Produtos Químicos da UE (REACH), 4 mil produtos químicos habitualmente usados em tatuagens coloridas agora estão proibidos.

Entre eles, está o mais comum, isopropanol, presente na maioria dos pigmentos coloridos utilizados nos dias de hoje.

Segundo informações publicadas nesta segunda-feira, 3, pelo jornal Extra, a justificativa para proibição é a de que alguns dos produtos químicos usados na pele podem causar “câncer ou mutações genéticas".

Em nota, a REACH esclarece que a ação não tem como objetivo proibir a prática de tatuagem, mas sim “tornar as cores usadas em tatuagens e na maquiagem permanente mais seguras”.

Segundo revelado na reportagem, agora, tatuadores pedem para que os fabricantes de tintas ofereçam novas alternativas de pigmentos duradouros.