Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Notícias / Brasil

USP deverá pagar mais de R$ 550 mil em indenização por morte de aluno

Filipe Varea cursava Geografia na universidade quando foi ordenado a realizar uma tarefa que deveria ser da manutenção

Wallacy Ferrari Publicado em 03/02/2022, às 10h03

Fotografia de Filipe Varea Leme na Poli-USP - Divulgação / YouTube / TV Globo
Fotografia de Filipe Varea Leme na Poli-USP - Divulgação / YouTube / TV Globo

A Universidade de São Paulo (USP) foi condenada a pagar R$ 250 mil a cada um dos pais de Felipe Varea Leme, aluno de Geografia da instituição que atuava como monitor de informática na Escola Politécnica (Poli-USP) quando faleceu em abril de 2019, dentro de um elevador no campus do Butantã. Com o acréscimo de 1% de juros por mês desde o dia do ocorrido e valores advocatícios, o valor ultrapassa R$ 550 mil reais.

A decisão em primeira instância foi proferida pelo juiz Emílio Migliano Neto, da 7ª Vara de Fazenda Pública de São Paulo, na última segunda-feira, 31, levando em conta um Acordo de Não Persecução Penal (ANPP) assinado pela então supervisora, onde uma funcionária da instituição reconhece omissão e negligência na morte do rapaz.

Na época da morte, Felipe trabalhava como monitor de informática na Poli-USP, mas foi ordenado por uma supervisora a carregar um armário pesado para outro andar, junto de um colega, função que deveria ser solicitada para a equipe de manutenção do campus. No elevador, o móvel deslizou e prensou seu pescoço até a morte, o levando a óbito aos 21 anos.

Apesar da decisão, a USP trata-se de um órgão público, obrigando uma revisão em segunda instância. Ainda cabe recurso por ambas as partes. Em nota enviada ao portal de notícias G1, a universidade esclareceu o comprometimento com a situação visando não apenas amparar a família, mas garantir a segurança no ambiente estudantil.

Confira abaixo a nota completa:

"A USP acolhe alunas e alunos em seus cursos de graduação, todos os anos, para melhorar a vida de cada um deles e delas. A USP é uma instituição comprometida com a missão de expandir os horizontes e melhorar o futuro de cada estudante. Quando uma tragédia como essa nos golpeia, sentimos dor e pesar. Estamos empenhados em manter o apoio à família do aluno Filipe, cuja morte nos deixou e ainda nos deixa inconformados. A USP se solidariza com o sofrimento da família."