Notícias » Religião

Vaticano anuncia inicio de campanha de vacinação contra a covid-19 ainda neste mês

A nota foi divulgada pelo palácio do governo, mas não revela se o Papa Francisco terá prioridade na aplicação do imunizante

Redação Publicado em 02/01/2021, às 12h51

Vista aérea da Basílica de São Pedro no Vaticano
Vista aérea da Basílica de São Pedro no Vaticano - Wikimedia Commons

O início da imunização contra o novo coronavírus no Vaticano está previsto para a segunda semana de janeiro, conforme a Diretoria de Saúde e Higiene do Governatorato divulgou neste sábado, 2. De acordo com o portal Vatican News, a nota atribui prioridade aos idosos e profissionais da saúde.

"É previsível que as vacinas possam chegar ao Estado na segunda semana de janeiro, em uma quantidade suficiente para cobrir as necessidades da Santa Sé e do Estado da Cidade do Vaticano", escreveu a diretoria. Os responsáveis pela administração das vacinas e certificação da imunização correta serão os médicos e enfermeiros que trabalham no Vaticano.

OPapa Francisco, com 84 anos de idade, se encontra no grupo de prioridade descrito pela diretoria — contudo, até o momento da publicação, não houve divulgação de nenhuma informação que diga se o líder religioso será vacinado.

"[A vacinação será] planejada de acordo com os critérios de seleção das categorias mais expostas ao contágio e segundo as adesões voluntárias", acrescentou a nota. A organização também diz que foram providenciados refrigeradores de baixíssima temperatura para receber e armazenar as doses da vacina.

As doses serão distribuídas pela Santa Sé, jurisdição religiosa da igreja católica em Roma, que terá como destinatários os funcionários e cidadãos da cidade do Vaticano, e também aos familiares dependentes do Fundo de Assistência à saúde do Vaticano.