Notícias » Rússia

“Vazamento de dados altamente confidenciais": 'Avião do juízo final' é saqueado na Rússia

Prejuízo pode chegar em um milhão de rublos russos, o que significa algo em torno dos 70 mil reais

Fabio Previdelli Publicado em 14/12/2020, às 10h05

Ilyushin Il-80 voando sobre Moscou
Ilyushin Il-80 voando sobre Moscou - Wikimedia Commons

“Vazamento de dados altamente confidenciais”, foi dessa maneira que o especialista militar Mikhail Khodarenok classificou o saque ocorrido a um avião “supersecreto” do governo russo na última quarta-feira, 9. As informações são do UOL.

A aeronave, o Ilyushin Il-80, conhecida como “avião do juízo final” por possuir proteção contra armas nucleares, teve, ao menos, 39 equipamentos eletrônicos não identificados roubados. Estima-se que o prejuízo consiga atingir a casa de um milhão de rublos russos, o que significa algo em torno dos 70 mil reais.  

Até agora, doze pessoas já foram interrogadas sobre o saque que aconteceu em Taganrog, que fica localizada a mais de 1.100 quilômetros de Moscou, na sede da Beriev Aircraft Company, empresa estatal que a um certo tempo vem passando por dificuldades administrativas.  

Projetado para ser capaz de suportar uma onda de choque atômica e os efeitos de uma explosão nuclear, já que a aeronave quase não possui janelas, o que evita que a tripulação e os passageiros sejam cegados com efeitos da explosão, o avião é um dos quatro centros de comando voadores construídos para evacuar o presidente. O crime, no entanto, gerou enorme preocupação nacional.  

Dmitri Peskov, porta-voz de Vladimir Putin, por exemplo, prometeu que “medidas serão tomadas para evitar que isso aconteça no futuro”. Já Vasly Kashin, especialista militar da Escola Superior de Economia de Moscou, disse que “cabeças rolarão” por conta do ocorrido.  

De acordo com a REN-TV, emissora aliada ao governo, os ladrões usaram a escotilha de carga para entrarem na aeronave. Porém, apesar da perspicácia, eles deixaram algumas pegadas e impressões digitais no local, que já foram investigadas pela polícia, o que levou ao interrogatório dos suspeitos.  

A Beriev Aircraft Company informou o roubo na semana passada, e a principal suspeita das autoridades locais é que os envolvidos no saque sejam funcionários que possuem acesso ao campo de aviação. No ano passado, o vice-ministro da Defesa, Alexei Krivoruchko, disse que um projeto de modernização estava sendo implementado na aeronave, que foi construída na era soviética.