Notícias » Cinema

Vencedor do Oscar é processado e caso pode ter pena de 74 chibatadas

Ação envolve longa premiado no Festival de Cannes do ano passado

Fabio Previdelli Publicado em 24/03/2022, às 10h17

Imagem ilustrativa
Imagem ilustrativa - Getty Images

Pelos longas “A Separação” (2012) e “O Apartamento” (2017), o diretor Asghar Farhadi venceu duas vezes o Oscar na categoria Melhor Filme Estrangeiro. Embora sua mais nova produção, o filme “Um Herói” (2021), não tenha sido selecionado para a premiação, ele foi coroado no Festival de Cannes em 2021. 

Apesar do sucesso, Farhadi se envolveu em uma enorme polêmica depois que um processo foi aberto contra ele em seu país de origem, o Irã. Acontece que uma ex-aluna do cineasta aponta que ele plagiou sua história em sua nova produção. 

Autora do documentário “Todos Ganham, Todos Perdem”, Azadeh Masihzadeh aponta que seu filme foi escrito na época em que ela assistia as aulas ministradas por Asghar. Azadeh vai além e diz que “Um Herói” é baseado neste seu trabalho. 

De acordo com o processo, conforme relatado pelo Splash, do UOL, Masihzadeh alega que o cineasta “difamou” os personagens de seu documentário e os transformou em um “retrato fictício”. 

Caso a acusação seja comprovada, o diretor Asghar Farhadi terá de devolver todo o dinheiro que ganhou com as exibições do longa, além disso, ele terá de enfrentar um período na prisão. 

Caso contrário, de acordo com o Hollywood Reporter, Azadeh pode ser presa por até dois anos e, como a punição corporal ainda faz parte do sistema penal do Irã, ainda levar 74 chibatadas.