Notícias » Venezuela

Venezuela está pronta para ataque americano, diz ministro de Relações Exteriores

Jorge Arreaza afirmou que Venezuela está pronta para defender soberania, e Maduro aponta motivação curiosa para o ataque

Caio Tortamano Publicado em 06/04/2020, às 16h21

Presidente venezuelano Nicolás Maduro
Presidente venezuelano Nicolás Maduro - Divulgação

Depois de ter sido acusado de narcoterrorismo pelos Estados Unidos, Nicolás Maduro, através do ministro de Relações Exteriores, Jorge Arreaza, afirmou que o país está pronto para se defender de qualquer tipo de ataque futuro.

Arreaza, em comunicado divulgado pela agência Prensa Latina, prometeu que a soberania nacional venezuelana seria defendida. Ainda afirmou que as forças militares do país estariam observando as movimentações navais dos norte-americanos pela região, acreditando que poderiam se tratar de uma operação contra o tráfico de narcóticos.

Para Maduro, a suposta ofensiva contra a Venezuela serviria como forma de despistar atenção do povo americano para a pandemia do novo coronavírus, que atinge imensamente os Estados Unidos — país no mundo com mais casos confirmados, mais até que no epicentro, China.

Em março, os Estados Unidos consideraram a Venezuela como estado patrocinador do narcoterrorismo, permitindo que o governo americano tome sanções mais incisivas e graves para com o regime bolivariano de Maduro.