Notícias » Saúde

Veterinária que fraudou fila da vacina é condenada a pagar R$ 50 mil

Ela viralizou em 2021 após aproveitar uma UBS mal equipada para não ter o reforço registrado em sistema

Wallacy Ferrari Publicado em 18/01/2022, às 10h27

Jussara mostra comprovante e conta método ilegal
Jussara mostra comprovante e conta método ilegal - Divulgação / Jussara Sonner

A Justiça de São Paulo condenou a veterinária Jussara Sonner após burlar o plano de vacinação estadual e aproveitar uma brecha sistêmica em uma UBS em Guarulhos, na Grande SP, para tomar a terceira dose da vacina contra a covid-19 antes da permissão do reforço pelo Ministério da Saúde.

Entre fevereiro e março de 2021, ela completou o esquema vacinal com duas doses da Coronavac na UBS Vila Fátima. Contudo, antes da dose de reforço ser recomendada, ela aproveitou a falta de computadores na UBS Uirapuru para tomar a dose única da Jansen, em junho. Orgulhosamente, publicou os comprovantes nas redes sociais e explicou o método.

Após ser amplamente compartilhado, o caso foi parar no tribunal, sendo julgado pelo juiz Rafael Tocantins Maltez, da 2ª Vara da Fazenda Pública de Guarulhos, avaliando que a decisão da mulher fere a cidadania por não pensar no coletivo, classificando a ação como um "péssimo exemplo em momento tão delicado".

Jussara terá de pagar R$ 50 mil em indenização ao estado por danos morais coletivos, tendo este valor destinado a um fundo gerido por um Conselho Estadual, administrado em conjunto com o Ministério Público e representantes da comunidade. Jussara ainda pode recorrer nas instâncias superiores.