Notícias » Brasil

Vice-presidente da Fiocruz afirma que em breve teremos "dezenas de milhões de pessoas vacinadas”

Marco Krieger disse que passamos da fase de insegurança com a chegada dos insumos no Brasil, informou jornal

Alana Sousa Publicado em 01/03/2021, às 11h40

Imagem ilustativa de uma dose de vacina
Imagem ilustativa de uma dose de vacina - Getty Images

Após duas semanas da autorização do uso emergencial do imunizante da Oxford/AstraZeneca, no último sábado, 27, chegou ao Brasil insumos suficientes para produzir cerca de 12 milhões de doses da vacina contra o coronavírus. As informações foram divulgadas pela Folha de S. Paulo.

Com o recebimento do material para produzir a vacina, o vice-presidente da Fiocruz, Marco Krieger, afirmou que agora passamos da fase de insegurança, e afirmou que “em abril, vamos ter dezenas de milhões de pessoas vacinadas”. Krieger ainda acrescentou que o Brasil vai ser “um dos países que mais vacinam no mundo”.

Ainda que o imunizante já tivesse sido aprovado pela Anvisa, o clima ainda era de incerteza, houve impasses com o governo da China, responsável por fabricar e enviar o insumo. Apenas depois do segundo semestre que a Fundação Oswaldo Cruz poderá produzir o Ingrediente Farmacêutico Ativo (IFA) e se tornar independente de outras nações.

Além do lote que aterrissou no final de semana em solo brasileiro, a Fiocruz receberá em março, abril e maio mais insumos. Possibilitando, no final, a fabricação de 75 milhões de doses.