Notícias » Afeganistão

Vídeo: Ancora afegão apresenta jornal cercado por membros do talibã armados

Ao menos oito homens invadiram o estúdio durante a transmissão ao vivo

Redação Publicado em 31/08/2021, às 13h58

O jornalista cercado de homens armados
O jornalista cercado de homens armados - Divulgação/Peace Studio

Em matéria publicada nesta terça-feira, 31, o New York Post divulgou o vídeo de um âncora afegão que teve de apresentar um jornal cercado por membros do Talibã armados.

Visivelmente nervoso, ele pediu aos telespectadores que não tivessem medo e seguiu lendo as notícias. O caso ocorreu ao vivo durante o programa Pardaz.

Nos primeiros segundos da gravação, é possível ver dois extremistas logo atrás do jornalista, mas, logo em seguida, percebemos que há mais seis homens no estúdio. Sentindo-se pressionado, em determinado momento o apresentador chega a dizer para as pessoas cooperarem com o grupo que tomou o poder no país.

A cena gerou inúmeras críticas entre profissionais da imprensa, que consideraram absurda a atitude do Talibã, como é o caso da jornalista da BBC Yalda Hakim.

“É assim que se parece um debate político na TV afegã agora, com soldados do Talibã vigiando o apresentador”, escreveu ela em uma publicação no Twitter. “O apresentador fala sobre o colapso do governo de Ghani e declara que o Emirado Islâmico diz que o povo afegão não deve ter medo”, acrescentou.

Outro exemplo é o comentário do jornalista iraniano Masih Alinejad, que também compartilhou o vídeo nas redes sociais.

"Isso é surreal. Militantes do Talibã estão posando atrás deste apresentador de TV visivelmente petrificado com armas e fazendo-o dizer que o povo do #Afeganistão não deve ter medo do Emirado Islâmico. O próprio Talibã é sinônimo de medo nas mentes de milhões. Esta é apenas mais uma prova", escreveu.