Notícias » Mundo

Vídeo antiguerra de Arnold Schwarzenegger viraliza nas redes sociais

O fisiculturista se abriu a respeito de seu pai, que foi um nazista, para convencer os russos a pararem o conflito na Ucrânia; confira!

Ingredi Brunato, sob supervisão de Fabio Previdelli Publicado em 19/03/2022, às 11h00

Trecho de vídeo mostrando com Arnold Schwarzenegger
Trecho de vídeo mostrando com Arnold Schwarzenegger - Divulgação/ Redes Sociais

Na última quinta-feira, 17, o famoso ator e político Arnold Schwarzenegger publicou um importante vídeo de nove minutos em sua conta oficial do Twittter — e ainda no Telegram — em que faz um apelo pelo fim da guerra da Rússia com a Ucrânia.

Na gravação, que conta com legendas em russo, ele fala diretamente com população russa e com os soldados que estão participando do conflito em solo ucraniano.  Schwarzenegger inicia seu pedido de paz se abrindo a respeito de um de seus maiores heróis, Yuri Petrovich Vlasov, um halterofilista russo. 

“A força e o coração do povo russo sempre me inspiraram. É por isso que espero que você me deixe te dizer a verdade sobre a guerra na Ucrânia (...) Eu sei que seu governo te disse que essa é uma guerra para 'desnazificar' a Ucrânia. Isso não é verdade. A Ucrânia é um país com um presidente judeu. Um presidente judeu, devo acrescentar, cujos três irmãos do pai foram todos assassinados pelos nazistas”, afirma ele na gravação. 

O político fala sobre as mortes geradas em ambos os lados do conflito entre russos e ucranianos, sobre as muitas sanções econômicas impostas à Rússia para desencorajar a continuidade do combate, e ainda revela que, durante uma votação das Nações Unidas, 141 países consideraram o governo de Vladimir Putin como o agressor neste cenário. 

A mensagem de Schwarzenegger é tornada ainda mais poderosa pelo fato dele contar a história de seu pai, que lutou junto ao exército nazista na Segunda Guerra Mundial. 

"Quando meu pai chegou em Leningrado [a capital da Rússia na época], ele estava todo inflamado com as mentiras que o governo dele havia lhe contado. Já quando ele deixou Leningrado, estava destruído, física e mentalmente. Ele viveu o resto de sua vida com dor: dor nas costas, dor dos estilhaços que sempre o lembravam de seus anos terríveis e dor da culpa que ele sentia", relatou. 

"Eu não quero que vocês [os soldados russos] fiquem quebrados como o meu pai ficou. Essa não é a guerra para defender a Rússia que seus avôs e tataravôs lutaram. Essa é uma guerra ilegal. Suas vidas, seus membros e seus futuros estão sendo sacrificados por uma guerra sem sentido que é condenada pelo mundo inteiro!", concluiu ArnoldSchwarzenegger.

A gravação alcançou mais de 28 milhões de visualizações, de acordo com o The Independent. Veja o vídeo na íntegra abaixo: