Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Notícias / Brasil

Vídeo: Drone derrama fezes e urina em apoiadores de Lula em Minas Gerais

Com a presença do ex-prefeito Alexandre Kalil, o ex-presidente ficou revoltado com a situação

Redação Publicado em 16/06/2022, às 08h15

Drone que atacou fezes e urina em apoiadores de Lula e Kalil - Divulgação/ Youtube / Canal UOL
Drone que atacou fezes e urina em apoiadores de Lula e Kalil - Divulgação/ Youtube / Canal UOL

Pouco antes de um evento político ministrado pelo ex-prefeito de Belo Horizonte, Alexandre Kalil e o ex-presidente da República, Lula, começar na região de Uberlândia, Minas Gerais, um drone sobrevoou no local onde estavam os seus apoiadores e jogou fezes e urina nos militantes, na tarde quarta-feira, 15.

Segundo o UOL, o objeto voador é um modelo bastante usado em produções agrícolas. Desesperados e surpresos, os participantes correram para se proteger de ataque, ocorrido no campus da Universidade do Triângulo Mineiro.

Alguns tentaram revidar, atacando pedras no drone, mas a própria segurança do local pediu para que não fosse feito nenhum revide, pois poderia ferir alguma pessoa.

Os dois políticos selam uma aliança que engrandece a candidatura de ambos. O PSD de Minas Gerais apoia o petista, em troca do partido apoiar o ex-prefeito de Belo Horizonte para o governo estadual.

Veja o vídeo do momento de revolta dos apoiadores:

Declaração de Lula sobre o ocorrido

Nas redes sociais, o candidato à presidência da república postou uma foto com o aliado e, durante a realização do evento, falou sobre o trágico episódio, segundo apuração do jornal Folha de São Paulo.

"Não pode ser um ser humano normal, um canalha que coloca um drone para jogar sujeira em cima de homem, mulher e crianças que estão aqui. Não é um ser humano normal. Eu faço campanha política nesse país desde 1982, já perdi e já ganhei muitas eleições. Nunca fiz um inimigo nesse país. A prova disso é que o Alckmin foi meu adversário em 2006 e em 2022 ele é o meu vice, porque ele é um democrata, um homem de caráter, um homem decente", afirmou o petista na abertura do evento.