Notícias » Mundo

Vídeo: Ezra Miller fala que gravou briga para vender como NFT

O ator admitiu que pretende vender registro e falou sobre as prisões no Havaí; veja

Alan de Oliveira | @baco.deoli, sob supervisão de Isabela Barreiros Publicado em 13/05/2022, às 12h27

Ator Ezra Miller
Ator Ezra Miller - Getty Images

O ator Ezra Miller, conhecido por diversos papéis, entre eles o “Flash” no universo cinematográfico da DC Comics, revelou na quinta-feira, 12, que gravou um vídeo em que estava em uma briga, que resultou em sua prisão no Havaí, para vender em formato de NFT. 

As declarações estão presentes em outro vídeo que serviu como depoimento no dia de sua prisão, em 29 de março. No registro em vídeo feito pela polícia e adquirido pelo site TMZ, o artista diz: 

"Fui agredido e comecei a filmar. Deixa eu te mostrar o vídeo. Fui agredido neste bar, duas vezes seguidas. Eu me filmo quando sou agredido por arte criptográfica da NFT".

Também é possível perceber que o ator não entendeu os motivos pelos quais estava sendo detido pelos policiais. Em dado momento da gravação, afirma: 

 "Estou sendo preso por conduta desordeira? Fui agredido. O cara daquele bar se declarou nazista. Eu tenho isso gravado e ele me atacou".

Após o incidente, Miller pagou uma multa no valor de US$ 500 dólares e foi liberado, conforme apuração do site Terra.

Veja a gravação abaixo:

Confusões não pararam por aí…

Depois de 10 dias, ele foi novamente preso pela mesma denúncia de "conduta desordeira". De acordo com o Departamento de Polícia da Ilha do Havaí”, alguns agentes responderam sobre Ezra estar furioso em um apartamento, chegando a destruir diversos objetos e aos gritos, que incomodaram todos os vizinhos próximos, jogar uma cadeira na testa de uma mulher de 26 anos.

O chefe assistente da polícia do Havaí, Kenneth Quiocho, declarou que o ator foi responsável por 10 ligações para a polícia de Hilo, distrito do país.