Notícias » Brasil

Vídeo: Os relacionamentos adúlteros de Dom Pedro I

Maria Leopoldina, com quem o imperador se casou em maio de 1817, não foi a primeira, nem a última mulher na vida do regente

Redação Publicado em 06/03/2022, às 11h00 - Atualizado em 16/03/2022, às 12h05

Representação de Dom Pedro I
Representação de Dom Pedro I - Domínio Público/ Creative Commons/ Wikimedia Commons

Um amante “fiel, constante, desvelado, agradecido e verdadeiro”. Era assim que Dom Pedro I se definia nas cartas que escrevia e enviava para Domitila de Castro Canto e Mello — mais tarde conhecida como Marquesa de Santos —, sua amante.

Muito além das juras de amor, contudo, as correspondências ainda traziam consigo um lado pouco conhecido do imperador, que enviava os mais distintos souvenirs para sua amada. Nesse sentido, os apelidos usados pelos amantes — 'Demonão' para D. Pedro I e 'Titília' para a dama — não chegavam nem perto das lembranças inusitadas.

O ponto é que, curiosas ou não, as cartas trocadas pelo regente revelavam verdades sobre os relacionamentos adúlteros do homem que, antes de assumir o trono do Brasil Império, casou-se com a Imperatriz Leopoldina, em 13 de maio de 1817.

Acontece que, em sua vida, Dom Pedro I não conquistou apenas o coração de Domitila de Castro. Confira, abaixo, mais curiosidades sobre os casos extraconjugais que o imperador brasileiro manteve durante seus 35 anos.


Herói de Portugal

A saga de Pedro I também é tema de um episódio do podcast 'Desventuras na História'. Com narração de Vitor Soares, o episódio relembra não só a vida pública do imperador, mas também sua vida íntima, destacando um episódio pouco discutido da vida de Pedro I: sua saga em Portugal após abdicar o trono brasileiro.

No 'Desventuras na História', você também pode conferir a saga de Maria Antonieta,Dante Alighieri, Alexandre, O Grande e Gengis Khan. 

Abaixo, você confere o episódio 'Dom Pedro I: herói de Portugal'.