Notícias » Irã

Vítima de acidente aéreo no Irã teve premonição sobre o desastre

Em ligação para o marido, Sheyda Shadkoo afirmou estar com medo das tensões entre o país do Oriente Médio e os Estados Unidos

Redação Publicado em 09/01/2020, às 13h55

Acidente aéreo em Teerã deixou 176 mortos
Acidente aéreo em Teerã deixou 176 mortos - Getty Images

A trágica queda do avião comercial com destino a Kiev, na Ucrânia, saindo de Teerã, no Irã, ainda repercute e levanta dúvidas mundo a fora. Ainda não é possível afirmar se o acidente foi decorrente da crise militar que aflige o país no momento, o governo ucraniano não descarta a hipótese de ter sido um ataque russo.

Uma das vítimas 176 do acidente, Sheyda Shadkoo, ligou para o marido vinte minutos antes de o Boeing decolar. Preocupada com as tensões entre Estados Unidos e Irã, ela conversou com o esposo sobre a questão, ao que ele tranquilizou a mulher.

Seu marido, Hassan Shadkoo, acredita que foi uma premonição da queda do avião que levou ela a ter ligado. Sheyda morava em Toronto com o marido e estava visitando a família na capital iraniana, Teerã.

Em entrevista à CNN, Hassan detalhou o que conversou com a aflita mulher: "ela queria que eu lhe assegurasse que não haveria uma guerra. Eu disse para ela não se preocupar. Nada ia acontecer. Ela disse 'ok, eles estão pedindo que eu desligue o celular. Tchau'". Em tom melancólico ele completou: "Ela era um anjo, não gostaria de estar vivo agora."

O secretário de segurança da Ucrânia afirmou que o governo está analisando diversos cenários, desde uma falha técnica ou até mesmo ter sido alvo de um míssil antiaéreo. O presidente ucraniano, Volodymyr Zelensky, decretou luto oficial em memória das mortes do ocorrido.