Notícias » Política

Votação para cassação de Arthur do Val começa hoje, 12

Conselho de Ética da ALESP decidirá se falas machistas de deputado contra mulheres ucranianas serão punidas ou não; entenda o processo!

Fabio Previdelli Publicado em 12/04/2022, às 11h07

O deputado Arthur do Val, o Mamãe Falei
O deputado Arthur do Val, o Mamãe Falei - Michel Jesus/Câmara dos Deputados via Wikimedia Commons

Começa nesta terça-feira, 12, a votação na Comissão de Ética da Assembleia Legislativa de São Paulo (ALESP) do pedido de cassação de mandato do deputado estadual Arthur do Val, popularmente conhecido como Mamãe Falei. 

A polêmica envolvendo Arthur começou no início de março. Em visita à Ucrânia após a invasão russa, um áudio enviado pelo deputado dizia que as mulheres ucranianas eram ‘fáceis porque eram pobres’.

A gravação gerou uma enorme revolta pública, o que fez com que Mamãe Falei retirasse sua pré-candidatura ao governo de São Paulo e ainda deixasse o Movimento Brasil Livre (MBL), conforme repercutido pela equipe do site do Aventuras na História. 

Segundo aponta matéria da CNN, para que o mandado de Arthur seja cassado, é necessário que a maioria simples do Conselho de Ética — composto por 10 deputados — vote contra o político. 

Caso haja empate, a decisão ficará por conta de Maria Lúcia Amary, presidente do Conselho. Se for aprovada a cassação ou perda temporária do mandato de Do Val, a Mesa Diretiva do órgão ainda terá que aprovar o processo para que ele siga correndo. 

O próximo passo será uma votação no plenário da Assembléia, que decidirá pela aplicação de uma punição contra Arthur. As regras nesse processo são as mesmas que as do Conselho de Ética: a maioria simples dos deputados, 48, deverá ser a favor para que uma pena seja aplicada.