Notícias » Marighella

Wagner Moura comenta repercussão do filme Marighella: 'Foi atacado do começo ao fim'

O filme sofreu uma onde de ataques recentes em site internacional

Redação Publicado em 30/10/2021, às 10h14

Cena do filme Marighella
Cena do filme Marighella - Divulgação/02 Filmes

Diante da grande estreia de Marighellano Brasil em 4 de novembro,Wagner Moura comentou os desafios encontrados durante a pré-estreia do longa para jornalistas na última sexta-feira, 29, em SP.

Conforme repercutido pelo portal de notícias G1, Moura, que estreia nos cinemas como diretor, explica que o filme foi bem recebido internacionalmente, contudo, precisava que fosse lançado no Brasil.

Divulgação/O2 Filmes

 

“Um filme que estreou em 2019 em Berlim, passou por muitos festivais do mundo, foi bem recebido e aplaudido. Mas nada disso fazia sentido até que fosse lançado no Brasil", explicou o ator e agora diretor, que morava nos EUA. “Estava morando nos Estados Unidos e, desde que fiz o filme, fiquei no Brasil”.

Wagner Moura também não pensou que esse seria seu primeiro filme como diretor, afinal, imaginava em trabalhar numa obra cinematográfica simples e com um elenco menor.

“No verão de 2012, Maria Marighella me entregou o livro que Mario Magalhães tinha acabado de escrever. Sempre fui muito perturbado pela maneira como a história de resistência é contada”, explicou ele.

Em seguida, o artista entendeu que a história do guerrilheiro seria uma oportunidade.

 “Quando começamos a falar sobre o filme, achamos que tinha que ser alguém de esquerda e baiano. Então foi minha oportunidade.”

Ataques recentes

Além de ter se deparado com inúmeros desafios para lançar o filme em solo brasileiro, o produtor também comentou os recentes ataques no site IMDB, que reúne informações sobre filmes e as avaliações dos internautas.

“É polêmico, foi atacado do começo ao fim. Agora essa gente louca dando nota baixa no IMDb", explicou Moura.