Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Notícias / Crime

Xícara de café leva a prisão homem que cometeu crime em 1975

Assassino que matou garota de 19 anos em 1975 foi preso ano passado pelo crime, graças a uma xícara de café

Redação Publicado em 20/07/2022, às 17h49 - Atualizado às 18h31

Lindy Sue Biechler morta em 1975 em sua própria residência - Reprodução/GABINETE DO PROCURADOR DISTRITAL DO CONDADO DE LANCASTER
Lindy Sue Biechler morta em 1975 em sua própria residência - Reprodução/GABINETE DO PROCURADOR DISTRITAL DO CONDADO DE LANCASTER

No dia 5 de dezembro de 1975, os tios da jovem Lindy Sue Biechler, ao visitarem a garota em sua residência, por volta das 20h45, depararam-se com uma cena perturbadora: A garota estava no chão, sem vida, com uma faca enrolada em um pano de prato, que saía de seu pescoço.

A jovem de 19 anos, recém-casada, foi esfaqueada 17 vezes e agredida sexualmente. Os tios também viram o sangue da garota espalhado na porta da frente do apartamento, na parede, no tapete e em seu corpo sem vida. 

"Lindy Sue Biechler tinha 19 anos quando sua vida foi brutalmente tirada dela há 46 anos na santidade de sua própria casa", disse a promotora distrital do condado de Lancaster, Heather Adams, como aponta a People. 

Em fevereiro do ano passado, David Sinopoli, quando estava se preparando para pegar um voo no Aeroporto Internacional da Filadélfia, não imaginava que a xícara de café que usou, levaria a sua prisão.

Sem que Sinopoli percebesse, investigadores recolheram para análise a xícara que o homem descartou depois de usar. Sinopoli e Biechler eram vizinhos, mas os investigadores não sabem a relação entre eles. 

A promotora Adams afirmou em coletiva de imprensa que espera que a prisão de Sinopoli "traga uma sensação de alívio aos entes queridos da vítima e aos membros da comunidade".

DNA na xícara de café 

Sinopoli foi preso graças a uma pesquisa de comparação de amostra de DNA coletadas no sêmen presente na roupa íntima de Biechler, do sangue presente em sua meia-calça e da saliva na xícara de café que ele bebeu no aeroporto.

As roupas de Biechler foram submetidas a pesquisas por detetives do Gabinete do Procurador Distrital do Condado de Lancaster, resultando na descoberta do perfil do DNA do assassino

De acordo com a promotora Adams, "os detetives acreditavam há muito tempo que o suspeito havia se cortado durante o ataque" e por isso as manchas de sangue nas roupas da garota. David Sinopoli é acusado de homicídio criminal e está preso sem possibilidade de fiança no condado de Lancaster.