Notícias » Civilizações

Yuval Noah Harari, autor de 'Sapiens', anuncia 'Implacáveis', série infantojuvenil

O primeiro volume, Implacáveis: Como nós conquistamos o mundo, contém a pergunta norteadora do livro, ao brincar com o duplo sentido da potência humana para a dominação, que pode criar e destruir com a mesma força

Redação Publicado em 23/03/2022, às 13h25

Ilustração da capa de 'Implacáveis'
Ilustração da capa de 'Implacáveis' - Divulgação

Enquanto os neandertais e outras espécies humanas anteriores tiveram o mar como limite, os Homo Sapiens, ao se depararem com o oceano Pacífico, aprenderam a construir barcos e logo alcançaram todas as ilhas da Terra. Essa é apenas uma das narrativas sobre a nossa espécie, mas não é a única.

A História – assim mesmo, com letra maiúscula – do Homo Sapiens e de como chegamos aqui, com todas as ambiguidades, os ônus e os bônus de sermos a espécie mais habilidosa da evolução, agora será contada para jovens leitores pelo autor best-seller Yuval Noah Harari, autor de Sapiens e renomado professor e pensador israelense.

A série foi anunciada pela primeira vez hoje, 23 de março, pelo próprio autor durante a Feira Infantil e Juvenil de Bolonha, um dos mais importantes eventos de literatura para a infância. O lançamento mundial do primeiro volume acontecerá no segundo semestre e, no Brasil, o livro sai pelo selo Companhia das Letrinhas, com data prevista para 15 de setembro.

"Implacáveis é o livro que eu queria ter lido quando criança. Conta a história dos humanos desde os tempos em que éramos primatas vivendo nas savanas até o tempo em que nos tornamos quase como deuses, voando em aviões e naves espaciais", explica Harari

[Colocar ALT]
Crédito: Divulgação

Com quatro volumes, linguagem acessível e o estilo habitual de Harari – reflexivo, cheio de informação, instigante, provocativo, mas leve e bem humorado –, a série ilustrada, primeiro trabalho de Harari para jovens leitores, vai dar conta da nossa história como nunca foi contada antes.

Como chegamos aqui?

O livro propõe responder à pergunta que todos nós já fizemos alguma vez na vida, especialmente diante das maravilhas que construímos e das que destruímos pelo caminho. Se não somos fortes como leões, não nadamos bem como golfinhos e tampouco voamos, como chegamos à Lua? E "Como chegamos aqui?" 

"Então foi assim que nossos ancestrais conquistaram o mundo: com histórias"... Se o leitor precisar de uma pista, essa é uma das primeiras que o livro nos dá. Outros animais só acreditam nos próprios sentidos, mas nós também acreditamos naquilo que não vemos ou tocamos. Assim, podemos fazer muito mais. 

É essa narrativa, que vai desde os primórdios da evolução da espécie até hoje, que é contada no livro de Harari, em edição ricamente ilustrada por Ricard Zaplana Ruiz e tradução de Laura Teixeira Motta, pensada para jovens e crianças a partir de 9 anos.

Um livro informativo que abre caminhos para instigar a sensibilidade dos leitores para temas primordiais da humanidade e com os quais estamos sempre às voltas, como a relação com o outro, as bases políticas da convivência entre as espécies, a noção de empatia e o desenvolvimento da vida em sociedade. 

A humanidade e sua História de profundas contradições

O livro dá conta também de abarcar a dimensão naturalmente ambígua de sermos a espécie que “mais pensa”; portanto, a que mais pensa em si mesma. “O ritmo acelerado da História reflete não apenas o poder do Sapiens, mas também sua incapacidade de encontrar paz. E isso cria estragos em todo o mundo, bem como estragos em sua própria mente”, defende o escritor.