Notícias » Ucrânia

Zelensky grava vídeo pedindo diálogo com a Rússia: “É hora de conversar”

Presidente ucraniano diz que caso conflito não pare agora, “as perdas russas serão tão grandes que leverá gerações para que se recupere”

Fabio Previdelli Publicado em 19/03/2022, às 11h05

Volodymyr Zelensky, o presidente ucraniano, durante pronunciamento
Volodymyr Zelensky, o presidente ucraniano, durante pronunciamento - Divulgação/Youtube/UOL

Neste sábado, 19, data em que a invasão russa à Ucrânia completa 24 dias, o presidente ucraniano Volodymyr Zelensky publicou um vídeo onde pede para que o conflito tente ser resolvido através de conversas de paz. 

Nós sempre insistimos nas negociações. Nós sempre oferecemos diálogo e soluções em busca da paz. Sempre, não apenas em 24 dias de invasão”, disse em gravação que foi feita em uma praça de Kiev, capital do país. 

“Eu quero que todos me ouçam agora, especialmente em Moscou. A hora de uma reunião chegou, é hora de conversar. Chegou a hora de restaurar a integridade territorial e a justiça para a Ucrânia. Do contrário, as perdas russas serão tão grandes que leverá gerações para que se recupere”, declarou.

As falas do presidente ucraniano apontam na direção contrária do que Vladimir Putin vem sugerindo em seus discursos. Conforme aponta notícia publicada pela equipe do site do Aventuras na História, o russo discursou para uma multidão na tarde de ontem, 18, no Estádio de Luzhniki, em Moscou, que tem capacidade para mais de 80 mil pessoas, onde a seleção russa faz a maioria de seus jogos.  

"Nós vemos como está sendo heroica a ação dos nossos militares nessa operação. Eles estão sendo como um irmão de verdade protegendo o outro contra balas, com o próprio corpo. Nós nunca tivemos tanta força".

Zelensky afirmou que os russos “têm a clara intenção de fazer absolutamente tudo para que a crise humanitária nas cidades ucranianas, seja um argumento para que os ucranianos cooperem com os invasores”. 

Isso é um crime de guerra. E eles serão responsabilizados por isso. 100% responsabilizados”, declarou.

Segundo o UOL, as Forças Armadas ucranianas mantêm atualizações sobre a guerra em comunicados do Telegram. Por lá, informaram que conseguiram segurar o Exército russo em diversos pontos. Só na manhã deste sábado, apontam, as tropas de defesa ucranianas abateram 12 alvos aéreos russo — o que inclui três helicópteros e dois aviões.