Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Notícias / Petrópolis

Zélia Duncan critica ‘Taxa do Príncipe’: 'A família real não existe'

Zélia Duncan se mostrou contrária à cobrança que tem dividido opiniões

Penélope Coelho Publicado em 21/02/2022, às 13h35

Zélia Duncan em entrevista e destruição causada pelas chuvas em Petrópolis - Divulgação/Youtube/Zélia Duncan / Divulgação/Youtube/Domingo Espetacular
Zélia Duncan em entrevista e destruição causada pelas chuvas em Petrópolis - Divulgação/Youtube/Zélia Duncan / Divulgação/Youtube/Domingo Espetacular

Nesta segunda-feira, 21, a cantora brasileira Zélia Duncan— conhecida por eternizar canções como ‘Catedral’ e ‘Alma’ — usou sua rede social para se pronunciar contra a chamada ‘Taxa do Príncipe’.

Em seu Twitter, Zélia se posicionou contra a cobrança. Segundo a artista, a família real brasileira ‘não existe’. As informações foram publicadas pelo portal de notícias UOL.

"A família real não existe, mas o imposto sim. Está certo isso, Brasil?", questionou Duncan.

Sabe-se que o polêmico laudêmio voltou a chamar a atenção na última semana, em meio às tragédias em decorrência das chuvas em Petrópolis, região serrana do Rio de Janeiro. Até o momento, mais de 170 mortes estão confirmadas e o número de desaparecidos é de 126.

Em Petrópolis, a taxa imobiliária é colida através da CIP (Companhia Imobiliária de Petrópolis). Cobrado desde o período colonial, a 'Taxa do Príncipe' é recolhido por parte dos herdeiros da antiga família imperial, do ramo Petrópolis, que administram a companhia.