Moda com História » Entretenimento

Ensaio icônico de Marilyn Monroe carrega uma história de rivalidade com Elizabeth Taylor

A loira bombástica da Era de Ouro de Hollywood fez um pedido especial para ofuscar a atriz de 'Cleópatra'

Wallacy Ferrari Publicado em 15/05/2022, às 09h00

Registros de Monroe
Registros de Monroe - Divulgação/Vídeo/Youtube

Em 2012, uma série de fotografias inéditas de Marilyn Monroe, conhecida por sua influência como ícone da beleza, foram publicadas pela revista norte-americana Vanity Fair e, junto delas, trazendo uma história até então desconhecida sobre seu último ensaio sensual em vida — vida essa que foi conhecida pela sensualidade.

Registrada 50 anos antes, em 1962, o ensaio foi registrado por Lawrence Schiller, que na época tinha apenas 23 anos de idade. A atriz, já conhecida mundialmente, enfrentava as câmeras do rapaz buscando ainda mais projeção, contudo, contra uma atriz que ascendia na indústria cinematográfica.

A rival em questão era Elizabeth Taylor, que pouco antes, surpreendia o mundo das celebridades ao receber US$ 1 milhão para ser a protagonista do filme “Cleópatra”, lançado no ano seguinte como um marco das telonas.

Marilyn ainda era bem cotada, mas seu contrato mais recente havia atingido apenas 10% do valor de Taylor, ao receber US$ 100 mil para o que seria seu último filme, "Something's Got to Give", conforme informou a EFE em 2012. Insatisfeita com a vantagem monetária, Monroe exibiu a sua sensualidade.

Páginas da Vanity Fair mostram fotografia de último ensaio sensual de Marilyn / Crédito: Divulgação / Vanity Fair 

Na frente da loira

Ao contrário de 'Cleópatra', filme com duração de 3h54min, além das incontáveis horas de filmagens, Marilyn tinha a alfinetada perfeita para provar seu valor na mídia, aceitando uma proposta de US$ 25 mil para estampar apenas uma foto na Playboy, sendo a maior quantia que a revista masculina já havia desembolsado por uma fotografia.

Conforme contou o fotógrafo à Vanity Fair, o cartão de visitas de Marilyn foi dado ainda ao ser cumprimentada, com ela afirmando o porquê estava ali: "Não há ninguém que fique como eu sem roupa", orgulhou-se. Para Lawrence, ainda deu a ordem: que Elizabeth Taylor não tivesse o nome sequer citado nas edições em que suas fotos saíssem, conforme repercutido pelo El País em 2021. 

Posteriormente, ainda revelou a mágoa ao perguntar ao profissional se ele sabia quantas vezes ela havia sido indicada ao Oscar. Sem saber a resposta, ela treplicou: "Eu sim, nenhuma. [...] Quero demonstrar que posso conseguir publicidade sem usar meu traseiro ou sem ser despedida de um filme".

A data do ensaio não foi especificada na publicação estadunidense, mas a aprovação de fotos foi feita pela atriz, entregando ao fotógrafo a sua favorita no dia 4 de agosto de 1962, um dia antes de seu falecimento, aos 36 anos de idade.