Moda com História » Marilyn Monroe

Mais lidas: A história por trás do vestido brilhoso de Marilyn Monroe

No aniversário de 45 anos de John F. Kennedy, um nome roubou toda atenção sem muitos esforços: Marilyn Monroe

Redação Publicado em 02/05/2022, às 19h56 - Atualizado em 08/05/2022, às 08h00

Registros colorizados de Monroe em montagem com o vestido
Registros colorizados de Monroe em montagem com o vestido - Divulgação/Vídeo/Youtube/DW

Era dezenove de maio de 1962. A festa organizada no ilustre ginásio Madison Square Garden, em Nova York, era para comemorar o aniversário de 45 anos do então presidente dos Estados Unidos, John F. Kennedy.

Durante cerca de dois minutos, porém, as atenções se voltaram para uma loira estonteante, com os lábios flamejando com um batom vermelho. Era Marilyn Monroe, que, no auge de sua carreira, subiu ao palco para cantar um 'Parabéns a Você' dedicado ao aniversariante.

O chamativo vestido /Crédito: Divulgação/Vídeo/Youtube/DW

Colado ao corpo

Enquanto os homens babavam e as mulheres invejavam, aos 36 anos Marilynbrilhava, literalmente. A loira trajava um vestido cor da pele colado ao corpo, criado pelo estilista francês Jean Louis. Detalhe especial da vestimenta: cerca de 6 mil pedras de cristal Swarovski.

O episódio tornou-se famoso. Não apenas pela aparência deslumbrante da atriz, como também porque foi sua última grande aparição em público. Marilynmorreria menos de três meses depois. Fofocas também ajudaram a dar difusão ao boato.

Existiam rumores de que Kennedy e Marilyn teriam tido um caso, algo que, vale ressaltar, se tornou apenas teoria conspiratória baseada em 'disse me disse'. 

Detalhes do vestido /Crédito: Divulgação/Vídeo/Youtube/DW

Onde foi parar?

Quando a atriz morreu, o famoso vestido foi deixado de herança, junto com outros objetos pessoais, para o diretor Lee Strasberg, seu conselheiro artístico e o proprietário da escola de atores em que ela estudava.

Após a morte de Lee, em 1982, sua viúva, Anna Strasberg, tornou-se a proprietária do vestido. Ela ficou com ele por 17 anos, até que resolveu vendê-lo junto com os outros pertences de Monroe.

Anos depois, o vestido se encontra no Ripley's Believe It or Not!, em Orlando, Flórida. A peça deslumbrante foi adquirida através de um leilão realizado pela Julien's em 2017. O valor pago? Bom, US$ 4,8 milhões, na época algo em torno de R$ 16 milhões, conforme repercutido pelo O Globo na época. 

"Nós acreditamos que essa é a peça mais icônica da cultura pop que existe. Não consigo pensar em nenhum outro item que conte a história dos anos 1960 tão bem quanto este. É um novo recorde para um vestido", disse Edward Meyer, então vice-presidente da Ripley's.